Embocadura do Trompetista

Fernando Ribeiro (1972 - )

Ref. ava120838

Embocadura do Trompetista

O presente livro baseia-se na Dissertação de Mestrado, apresentada em dezembro de 2008, na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. É um estudo de investigação subordinado ao tema: “Embocadura do Trompetista – As dificuldades físicas na aprendizagem da trompete, os seus efeitos na motivação e prosseguimento de carreira”, que aborda aspetos importantes, de entre os quais se destacam a História da Trompete, os músculos necessários à formação da Embocadura e os problemas físicos causados pela incorreta utilização desses músculos.

Apresentamos uma revisão de literatura envolvendo a evolução concetual e metodológica em matéria relacionada com este tema, permitindo evidenciar a importância das atitudes dos professores de Trompete e trompetistas face à sintomatologia relacionada com a utilização da Embocadura.

Como primeiro objetivo definimos a construção e validação de instrumentos que nos permitissem caraterizar as dificuldades sentidas por professores e alunos face a uma utilização pouco eficiente da Embocadura. Em termos de metodologia, construímos uma entrevista que dirigidos a alunos de Trompete, e inquéritos por questionários, destinados a professores e alunos do ensino secundário e superior. Como segundo objetivo definimos caracterizar a atitude dos alunos futuros Trompetistas, identificando as diferentes variáveis, a idade, os anos de experiência e o tipo de formação, que interferem na sua atitude face a esta problemática. Como resultados significativos obtidos nesta investigação, atendendo às variáveis mencionadas, salientaram-se: idade e anos de experiência – constatou-se uma relação entre as duas variáveis e as atitudes dos entrevistados face à problemática dado que, na sua maioria, optaram pela mudança da Embocadura; tipo de formação – a participação em ações de formação, cursos ou Masterclass, são uma mais valia para a solução apontada como forma de resolução do seu problema.

Consideradas numa perspetiva multivariada, a combinação das variáveis apresentam-se com mais poder preditivo sobre as atitudes tomadas pelos entrevistados uma vez que quanto mais idade apresentam, mais força e maior consciência têm para procurar uma resolução para o seu problema de Embocadura.