Other Directions - 7 Daily Routines for Trombone

Ricardo Pereira

Ref. ava191922

Other Directions - 7 Daily Routines for Trombone

 

PREFÁCIO

 

“Para chegar onde a maioria não chega, é preciso fazer o que a maioria não faz.”

 

É muito frequente os instrumentistas dedicarem grande parte do seu tempo de estudo à superação de dificuldades suscitadas por uma peça difícil e pouco trabalho e atenção ao aperfeiçoamento dos aspetos mais simples. Nos dias de hoje, cada vez mais sujeitos a uma vida agitada, cheia de prazos e desafios, é fácil justificar a ausência da prática instrumental num qualquer dia, e, quando pressionados pelo tempo, há a tendência de saltar o “básico” e ir imediatamente trabalhar o mais complicado; esse é um erro comum em que cai a maioria dos instrumentistas. Da mesma forma que necessitamos de uma dieta equilibrada, precisamos de ter sessões de estudo equilibradas.

Pessoalmente, penso numa rotina diária como algo diferente de um “warm-up”. O “warm-up” ou aquecimento é a realização de uma rápida ativação, como por exemplo a preparação para um ensaio, é literalmente aquecer os músculos. A rotina diária, em contrapartida, é um conjunto de atividades destinadas a manter e cultivar as habilidades fundamentais que deve incidir nas seguintes áreas: Alongamentos / Respiração / Flexibilidade / Articulação / Estudos melódicos e técnicos.

A rotina diária é uma parte integrante da atividade musical de qualquer trombonista. É o tempo destinado em cada dia a trabalhar exclusivamente a técnica fundamental do instrumento, a fim de desenvolver uma excelente estrutura. Ao abordar estes aspetos “básicos” durante uma rotina diária, os instrumentistas podem concentrar-se em questões musicais durante outras sessões de estudo. Uma rotina diária valiosa pode também ajudar a estabelecer a consistência em todas as áreas da prática do instrumento e diminuir os riscos de ter aquilo que, por vezes, consideramos “um dia mau".

Este método consiste na realização de uma rotina por dia, sete no total. O objetivo é que se realizem os exercícios de uma forma contínua, a fim de manter a estrutura estabelecida; no final, se necessário, podemos voltar atrás e passar mais tempo em qualquer exercício ou debilidade encontrada. É importante seguir as recomendações apresentadas ao longo do método.

Para garantir fiabilidade na aplicação deste método, o instrumentista deve ter a disciplina necessária para estabelecer uma rotina diária, durante um longo período de tempo. Claro que é aceitável perder um ou outro dia, o importante é desenvolvermos as nossas habilidades, lentamente e com segurança, em todas as sessões. Cada rotina é eficiente, nesse sentido o conteúdo deste livro pode ser a parte mais importante de uma prática diária, porque o tempo despendido a trabalhar os fundamentos do instrumento irá ajudar no desenvolvimento da performance em geral.

                Recomendo utilizar cada rotina diária deste livro como a primeira sessão prática de estudo. Não é necessário aquecer antes de iniciar cada rotina, porque em cada uma, a primeira parte do trabalho ativa gradualmente os músculos do corpo, com alongamentos, exercícios de respiração e vibração com o bocal. Depois do tempo despendido em cada rotina, recomendo realizar uma pausa, de forma a recuperar fisicamente. Sendo esta a primeira sessão de estudo, é recomendável que se lhe suceda então a prática do repertório. Dividir o tempo de estudo do instrumento em várias sessões é a melhor forma de o instrumentista desenvolver e melhorar a sua qualidade. Qualidade é muito mais importante do que quantidade.